BOLETIM DE OCORRÊNCIAS

quinta-feira, 31 de julho de 2014

Protesto no Arco: obras inacabadas

Moradores reivindicam a construção de retorno de acesso a Ilha da Madeira

Liberado para o tráfego no dia 1º julho, o Arco Metropolitano que liga os municípios de Itaboraí a Itaguaí ainda causa transtornos aos moradores e motoristas. No trevo da Ilha da Madeira, a rotatória que dá acesso ao Porto de Itaguaí ainda não saiu do papel, obrigando ônibus, caminhões e carros de passeio a seguirem mais de oito quilômetros pela Rodovia Rio-Santos até o trevo de Coroa Grande (que também não é apropriado nem sinalizado) para retornar até a entrada da Ilha. E quem optar seguir pelo Arco Metropolitano para chegar ao complexo portuário na Ilha da Madeira terá que fazer o retorno depois de percorrer seis quilômetros de ida e mais seis para voltar. Indignados com o problema, moradores da Ilha da Madeira fecharam na manhã de ontem (29), as pistas Arco Metropolitano que dá acesso ao complexo portuário. Eles reivindicam ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) acesso para a comunidade que ficou isolada devido às obras. “Ilhados”, os moradores do local encontram dificuldade de deslocamento próximos às suas casas, uma vez que não há retornos próximos.  “Da forma que está é inviável, nós precisamos de um retorno mais próximo à comunidade”, disse o coordenador de trânsito do Conselho Comunitário da Ilha da Madeira, Fabrício Silva.
Para ter acesso à reportagem completa, assine a edição digital ou impressa do Jornal ATUAL.
Confira também nas bancas de toda região.
Moradores fecharam as duas pistas do Arco em protesto contra os transtornos das obras (Foto Carlos Roberto)
Moradores fecharam as duas pistas do Arco em protesto contra os transtornos das obras (Foto Carlos Roberto)

Jovem é torturado e morto a tiros no SASE

O caso aconteceu na noite de sábado, mas policiais da civil ainda não chegaram aos assassinos

Na noite do último sábado (26), por volta das 18h30, Iago Guimarães, de 20 anos, foi morto a tiros depois de ser amarrado e torturado na rua Guararapes no bairro Parque Paraíso, localidade conhecida como SASE, em Itaguaí. Policiais do 24º BPM (Queimados) estiveram no local, mas não conseguiram encontrar nenhuma pista que levasse aos assassinos. Peritos de Campo Grande, Zona Oeste do Rio Janeiro, estiveram no local e periciaram o corpo da vítima, que foi conduzida para o Instituto Médico Legal (IML) de Campo Grande. A Divisão de Homicídio da Baixada Fluminense (DHBF), de Belford Roxo, colheu algumas informação sobre o homicídio para dar início às investigações. Até o momento em que se redige esta reportagem, os agentes da Polícia Civil não têm pistas dos supostos assassinos. O caso foi registrado na DHBF.
Iago Guimarães, de 20 anos, amarrado, torturado e morto a tiros na rua Guararapes no bairro Parque Paraíso (Foto Carlos Roberto)
Iago Guimarães, de 20 anos, amarrado, torturado e morto a tiros na rua Guararapes no bairro Parque Paraíso (Foto Carlos Roberto)

Ladrões estouram caixa eletrônico em Itaguaí

Após entrarem em farmácia, criminosos arrombaram um caixa eletrônico

Na madrugada de quarta-feira (30), criminosos invadiram uma farmácia e estouraram um caixa eletrônico (Banco 24h). O arrombamento do caixa eletrônico aconteceu na rua General Bocaiúva, centro de Itaguaí, a 100 metros da  prefeitura. Segundo os policiais do 24º BPM (Queimados), os criminosos entraram no estabelecimento pela janela (arrancada) do banheiro. Para retirar a grade da janela, eles usaram duas serras elétricas. Para arrombar o caixa eletrônico, os criminosos usaram uma ponteira.
Para ter acesso à reportagem completa, assine a edição digital ou impressa do Jornal ATUAL.
Confira também nas bancas de toda região.
Caixa eletrônico em farmácia é arrombado. Na fuga, criminosos deixaram para trás duas serras elétricas e uma ponteira (Foto Carlos Roberto)
Caixa eletrônico em farmácia é arrombado. Na fuga, criminosos deixaram para trás duas serras elétricas e uma ponteira (Foto Carlos Roberto)

domingo, 27 de julho de 2014

PM MATA UM SUSPEITO (COITADO) E FERE OUTROS DOIS (INOCENTES) EM ITAGUAÍ. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

ITAGUAÍ - Um homem identificado como Darique Olimpio morreu após uma perseguição e troca de tiros com policiais do 24º BPM (Queimados) no Morro do Sase, em Itaguaí, no fim da noite desta quarta-feira. Segundo o Serviço Reservado (P-2) do batalhão, PMs patrulhavam a região próximo a comunidade quando ocupantes de um Honda Fit fugiram ao avistar a viatura. Houve perseguição pela Rua Bahia.
No acesso ao morro, os suspeitos abandonaram o veículo atirando contra os policiais, segundo a PM. Houve reação e os três acusados foram baleados. Levados para o Hospital Municipal São Francisco Xavier, Darique não resistiu e morreu. Anderson Albino da Silva, de 34 anos, e a menor estão internados sob custódia na unidade.
Com o trio, os PMs apreenderam duas pistolas 9mm, municiadas e com a numeração raspada. Ainda de acordo com o 24º BPM, o carro tinha sido roubado na área da 19ª DP (Tijuca), no dia 17. O registro da ocorrência foi feito na 50ª DP (Itaguaí).

- MEUS AMIGOS É DE ADMIRAR O DARIQUE E O ALBINO FAZEREM ISSO. NENHUM DOS DOIS NUNCA TIVERAM ENVOLVIMENTO NENHUM COM O CRIME.

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

NÃO SEI O MOTIVO E NEM O PORQUÊ, MAS ITAGUAÍ AINDA TEM REFORÇO POLICIAL.

INCIDENTE COM O CARRO DO PREFEITO.

DIGO: O CARRO.
RESULTOU EM GRANDE MOVIMENTAÇÃO PELA CIDADE. POLICIAIS DO 24º E 22º BPM OCUPARAM O MORRO DO CARVÃO ESTA SEMANA.

Na manhã de quarta-feira (23), policiais do 24º BPM (Queimados) e do 22º BPM (Mesquita), na Baixada Fluminense, voltaram a fazer uma incursão na localidade conhecida como “Morro do Carvão”, no bairro Estrela do Céu, em Itaguaí. Por volta das 9h, os policiais militares ocuparam diversas ruas do local e fizeram uma varredura no intuito de encontrar suspeitos armados. As incursões passariam por outros bairros da cidade, como do Engenho e Brisamar, segundo o capitão Antônio Miguez, comandante da 5ª Cia do Destacamento de Policiamento Ostensivo (DPO) de Itaguaí. Durante a incursão na Rua Paraná, no bairro Estrela do Céu, os policiais depararam com dois elementos, que, ao avistarem a guarnição, tentaram fugir. Um deles conseguiu escapar, mas o outro foi preso. Com ele foram encontrados uma pistola 9mm, do Exército da Croácia, um rádio transmissor e várias baterias para esse tipo de equipamento.  O acusado foi encaminhado à 50ª DP (Itaguai) onde foi identificado como João Ricardo Estevam de Oliveira, de 21 anos, contra quem constavam outras passagens na mesma delegacia, por associação para o tráfico e receptação. Ali ele foi mais uma vez enquadrado por associação para o tráfico e porte de arma de calibre restrito.
ESTRANHO ISSO.........................

Durante a manhã de quarta-feira (23), policiais fizeram nova incursão no Morro do Carvão (Foto Carlos Roberto)
Durante a manhã de quarta-feira (23), policiais fizeram nova incursão no Morro do Carvão (Foto Carlos Roberto)

Alta no número de homicídios preocupa em Itaguaí.

EU NÃO SEI QUE VIOLÊNCIA É ESTA QUE ESTAM VENDO, O CRIME EM ITAGUAÍ NÃO EXISTE.

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

                O balanço mensal apresentado pela Polícia Militar durante a reunião do Conselho Comunitário de Segurança Pública de Itaguaí (CCSPI) mostrou aumento em três estatísticas no município no mês de junho: roubo de veículos, roubo a pedestres e homicídios. A apresentação dos dados foi feita pelo comandante da 5ª Companhia de Itaguaí do 24º BPM (Queimados), capitão Antônio Eduardo Miguez. No mês de junho 23 veículos foram roubados – a meta estipulada pela Secretaria Estadual de Segurança Pública para o período é de 13. Houve também aumento considerável de roubos a pedestres: 40 (a meta era de 19). Em homicídios ficou acima da média: três além da meta de quatro. Segundo os dados, o maior número de veículos roubados – cinco – ocorreu no bairro Vila Margarida. De acordo com capitão Miguez, as blitzes contra motos irregulares vão continuar por toda a cidade com apoio do Departamento de Detro RJ – Departamento de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro. Segundo ele, a maioria dos roubos na cidade é consumada por meio de motos, mas esta modalidade, ainda segundo o capitão, caiu por causa das contínuas operações na cidade.



Homem é baleado em troca de tiros no Brisamar


FICO IMAGINANDO EU DANDO CARONA PARA ESTE CIDADÃO.

O NOME DO FILME SERIA:
PASSAPORTE PARA O INFERNO.
Na noite de segunda-feira (21), por volta das 20h30, Josué Rodrigues da Silva, de 27 anos, deu entrada no Hospital Municipal São Francisco Xavier (HMSFX), após troca de tiros no bairro Brisamar (conhecido Cação), em Itaguaí. Policiais do 24º BPM (Queimados) registraram o fato na 50ª DP (Itaguaí). De acordo com testemunhas, criminosos interceptaram um veículo que passava pelo viaduto, conhecido como Tobogã, e obrigaram uma família a levar o ferido de carro para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Os funcionários da unidade de saúde se recusaram a atender o baleado e a família teve que levá-lo ao HMSFX. De acordo com o comissário da 50ª DP, Nelson Peixoto, Josué é investigado há algum tempo e contra ele havia dois mandados de prisão por tráfico e arma. “Já estamos com alguns traficantes identificados. Agora é só questão de tempo para colocarmos os traficantes da localidade na prisão”, disse Peixoto.
Baleado era investigado há algum tempo pela polícia (Foto Divulgação)
Baleado era investigado há algum tempo pela polícia (Foto Divulgação)

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Menores armados são mal interpretado e surpreendidos em Itaguaí


- OS GAROTOS SÓ ESTAVAM LEVANDO AS ARMAS PARA A DELEGACIA, POIS HAVIAM ACHADAS NO CHÃO.
NINGUÉM ENTENDE ESSES CUTI CUTI SEMENTINHAS DO MAL.

Após reagir a interceptação dos policiais militares, um suspeito morreu ao ser baleado
Réplica de pistola de plástico e um revólver calibre 38 mm com numeração raspada estavam com menor baleado (Foto: Carlos Roberto)
Réplica de pistola de plástico e um revólver calibre 38 mm com numeração raspada estavam com menor baleado (Foto: Carlos Roberto)
Na madrugada de quinta-feira (3), por volta das 4h30, policiais do 24º BPM (Queimados) receberam a informação de que dois rapazes circulavam em uma moto na rua Dr. Curvelo Cavalcante, no centro dacidade, com atitude suspeita. De acordo com o registro de ocorrência da 50ª DP (Itaguaí), a ser interceptado pelos policiais militares, um dos rapazes tirou da cintura uma pistola. Um dos policiais reagiu e atirou no suspeito. Com o rapaz baleado foram encontradas uma réplica de pistola de plástico e um revólver calibre 38 mm com numeração raspada. O condutor da motocicleta disse que ele e a vítima eram menores de idade.  O ferido foi socorrido e levado para o Hospital Municipal São Francisco Xavier (HMSFX) pelos os policiais militares.

ITAGUAÍ ESTÁ COMO O DIABO GOSTA: UM INFERNO

Troca de tiros acaba em morte de vagabundo

Vagabundo morre no Hospital Municipal São Francisco Xavier após ser baleado por policiais militares.

- Os jornais colocam suspeitos.  já eu coloco vagabundo.
- O filha de uma ótima estava com uma mochila com 03 rádios transmissores e trocou tiro com meus irmãos de farda com uma pistola cal. 9mm, ainda assim vou chamar de suspeito.
- ERA VAGABUNDO SIM.

Na manhã de sexta-feira (4), por volta das 8h, policiais do 24º BPM (Queimados) faziam um patrulhamento de rotina no bairro Parque Paraíso (SASE), em Itaguaí, quando foram surpreendidos com disparos de arma de fogo. O incidente aconteceu após os policiais militares avistarem um homem com uma mochila, em atitude suspeita, na rua Caramuru. Segundo os agentes, ao perceber a aproximação policial, o suspeito sacou uma pistola calibre 9mm (arma importada) e realizou os disparos. Um dos policiais revidou e feriu o homem, que foi encaminhado para o Hospital Municipal São Francisco Xavier (HMSFX). O suspeito não resistiu aos ferimentos e morreu após dar entrada na emergência da unidade de saúde. Na mochila do suspeito foram encontrados três rádios transmissores. O caso foi registrado na 50ª DP (Itaguaí).

Jovem é morto com seis tiros

Corpo foi encontrado na manhã de ontem (9) no bairro Amendoeiras, em Itaguaí

Moradores da rua Lélia da Gama Figueira, bairro Amendoeiras (conhecido como Cantão), em Itaguaí, encontraram o corpo de um jovem na manhã de quarta-feira (9). De acordo com eles, na noite anterior (terça-feira, 8)  diversos disparos foram feitos por volta das 22h. A equipe do Corpo de Bombeiros dacidade foi acionada e, segundo os técnicos de enfermagem da corporação, o jovem foi assassinado com disparos de arma de fogo. Policiais militares do 24º BPM (Queimados) acionaram a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), em Belford Roxo. Segundo peritos do Instituto Médico Legal (IML) de Campo Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro, o rapaz foi atingido por seis tiros. A DHBF investiga o caso para saber em qual circunstância ele foi assassinado. Até o fechamento desta edição, o jovem ainda não tinha sido identificado.

Morte após perseguição no Ibirapitanga

Morte após perseguição no Ibirapitanga

Um jovem de 18 anos foi morto a tiros após uma perseguição na madrugada desta sexta (11) no bairro Ibirapitanga (Pedreira).

É muita violência em nosso município que as vezes fico me perguntando o porque de tanta violência se temos tudo de bom em Itaguaí?
por que?.........................


Adolescente beijou foto dos pais antes de ser morto em confronto com a PM


NÓS TEMOS DOIS CAMINHOS.
SEGUIU O CAMINHO ERRADO ACABA ASSIM.
Cristiane aguarda a remoção do corpo de Willian no morro da Caixa d’Água, em Mesquita
Cristiane aguarda a remoção do corpo de Willian no morro da 
Caixa d’Água, em Mesquita Foto: Mazé Mixo / Agência O Globo
Morto durante troca de tiros com a PM na manhã de ontem, no Morro da Caixa d’Água, na Coreia, em Mesquita, Willian Luiz Pereira Leite, de 16 anos, parecia pressentir o que aconteceria. Na noite anterior, ele tirou uma foto de si mesmo e entregou para a tia, com a recomendação de que ela guardasse. Em seguida, beijou a foto dos pais e saiu.
— Antes de ir embora, ele ainda disse que me amava — contou Cristiane Cerqueira, de 36 anos, após reconhecer o corpo de Willian.
Naquela mesma noite, ele não voltou para casa, na Chatuba, onde morava com a tia. Cristiane, que tentava recuperar o sobrinho, parecia que também pressentia o fim trágico do adolescente: sem sono, passou a madrugada de ontem observando o retrato.
— Olhei para a foto até umas 3h. Agora vou revelar a imagem e guardar para mim, como ele pediu — contou a tia, emocionada: — Eu estava tentando recuperá-lo, tirá-lo dessa vida. Ele queria um tênis, a gente comprava. Ele queria roupas, a gente dava. Agora vamos ter que comprar um caixão.
Willian Luiz Pereira, morto aos 16 anos
Willian Luiz Pereira, morto aos 16 anos Foto: Reprodução / Agência O Globo
PMs ameaçados
Os policiais foram ao Morro da Caixa d’Água após receberem denúncias de que traficantes atacariam PMs que moram na região. Na Rua Caruaru, houve o confronto.
— Fomos recebidos a tiros por cerca de sete bandidos. Revidamos e todos correram — contou um dos militares que participaram da operação de ontem.
Willian, conhecido como Sapinho, levou um tiro no peito e caiu. Segundo o registro de ocorrência na 53ª DP (Mesquita), havia uma pistola ao lado dele.
Os PMs fizeram um cerco e conseguiram prender Ericles Sigolo, o Beirinha, de 18 anos, além de dois menores.
Memória: policiais são expulsos de casa
Policiais militares que moram no Morro da Caixa d’Água já vêm sofrendo ameaças há pelo menos seis meses. Foi no dia 9 de janeiro que o EXTRA revelou a expulsão de três PMs da comunidade.
Segundo o relato deles, os bandidos chegavam à noite, armados de pistola e fuzil, e montavam guarda em frente à casa de cada um. Temendo por suas vidas e de seus familiares, eles tiveram que deixar os imóveis.
Após a denúncia, a PM ocupou o Morro da Caixa d’Água e identificou o principal autor das ameaças: Guilherme de Lima Francisco, o Foca, de 18 anos. Ele foi morto durante confronto com a Polícia Militar em Austin, Nova Iguaçu, em junho. Os dois bandidos que seriam seus sucessores, Nicson Trigueiro e Jeferson Silva, foram presos três dias depois.
— Foi quando as ameaças diminuíram — afirma o delegado Victor Barbosa, da 53ª DP (Mesquita).


Viúva de Amarildo é intimada a voltar para o Rio após sumiço

Elizabeth da Silva ficou desaparecida por 10 dias, segundo família.
Ela foi encontrada pela Polícia em Cabo Frio.

VEJAM MEUS AMIGOS A MORAL QUE ESTA USUARIA DE DROGAS ESTÁ RECEBENDO DA MIDIA E DO ESTADO. 
ABSURDO.
Do G1 Rio
Elizabete, mulher de Amarildo (Foto: Káthia Mello / G1)Elizabete, viúva de Amarildo (Foto: Káthia Mello / G1)
Encontrada em Cabo Frio, na Região dos Lagos, após desaparecer por 10 dias, Elizabeth Gomes da Silva, viúva de Amarildo de Souza, ajudante de pedreiro morto por policiais da UPP da Rocinha em 2013, foi intimada pela polícia a voltar para o Rio nesta sexta-feira (11).

A Polícia Civil informou que  Elizabeth havia ligado para a família, mas não dizia onde estava. Os familiares avisaram a polícia, que rastreou o celular do qual ela havia ligado. A viúva foi achada em Unamar, Cabo Frio, na Região dos Lagos.

Horas antes de Elizabeth ser encontrada, a Polícia Civil do Rio havia aberto inquérito sobre o desaparecimento dela, após familiares registrarem o sumiço na delegacia. Segundo parentes, Elizabeth Gomes da Silva vinha apresentando sintomas de depressão nos últimos meses.

“De um tempo para cá, ela vinha falando muito do meu tio [Amarildo]. Voltou a beber e a usar drogas”, afirmou ao G1 a sobrinha Michele Lacerda, de 27 anos.
Amarildo sumiu após ser retirado de casa e levado à sede da UPP da Rocinha por PMs da unidade. Ao todo, 25 policiais são acusados pelos crimes de tortura, ocultação de cadáver, fraude processual e formação de quadrilha. Entre eles, 12 estão presos e 13 respondem ao processo em liberdade.
Em razão do que aconteceu com o ajudante de pedreiro, até esta quinta-feira, a família havia optado por não registrar o desaparecimento de Beth na delegacia. “A polícia poderia ajudar ou não. Somos uma família marcada. Preferimos não arriscar”, afirmou Michele, destacando que preferiu recorrer a entidades que a ajudaram a organizar protestos após o desaparecimento de Amarildo no ano passado.
Após a divulgação do caso pela imprensa, a Polícia Civil começou a fazer buscas, mesmo sem haver registro formal na delegacia. "Tivemos conhecimento do desaparecimento através da imprensa hoje. Começamos a fazer diligências assim que soubemos. Entramos em contato com a família e nos informaram que ela saiu de casa por livre e espontânea vontade, após discutir com um dos filhos", afirmou o delegado Gabriel Ferrando, titular da 11ª Delegacia de Polícia, na Rocinha. O delegado disse ainda que chamará a família para prestar depoimento.
Caso Amarildo - GNews (Foto: Reprodução GloboNews)Amarildo desapareceu há quase um ano
(Foto: Reprodução GloboNews)
Segundo a família, Beth havia desaparecido no dia 30 de junho, quando saiu de casa e não voltou mais. Beth tem oito filhos, sendo seis deles com o ajudante de pedreiro Amarildo. Dos oito, três ainda são menores de idade.
Entenda o caso
Amarildo sumiu após ser levado à sede da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Rocinha, onde passou por uma averiguação. Após esse processo, segundo a versão dos PMs que estavam com Amarildo no dia 14 de julho, eles ainda passaram por vários pontos da cidade do Rio antes de voltar à sede da UPP, onde câmeras de segurança mostraram as últimas imagens de Amarildo que, segundo os policiais, teria deixado o local sozinho.
O delegado Rivaldo Barbosa, titular da Divisão de Homicídios, acompanhado por peritos, fez a reconstituição do caso em duas etapas. A primeira, no início de setembro, reproduziu as ações desde a primeira abordagem dos policiais da UPP ao ajudante de pedreiro. A reconstituição durou mais de 16 horas, entre a noite de domingo (1º) e a manhã de segunda-feira (2), e foi considerada uma das maiores reconstituições já feitas pela Polícia Civil, segundo informou a assessoria da corporação.
A segunda, no dia 8 de setembro, refez o trajeto do carro da PM que levou Amarildo, com base no GPS do veículo. O aparelho mostrou que, depois de deixar a Rocinha, o carro fez um percurso de quase duas horas e meia pela cidade. No caminho, o veículo parou três vezes antes de voltar à comunidade.

SEMENTES DO MAL ASSALTAM COM RÉPLICA DE REVÓLVER CARREGADO COM PILHA PALITO EM SÃO GONÇALO.

O VOCÊS ME DIZEM DEFENSORES DO ECA E DIREITOS DOS MANOS?

Dois menores foram apreendidos, na manhã desta quinta-feira, em São Gonçalo, após assaltarem uma mulher com uma réplica de revólver “carregado” com pilhas palito. Por volta das 10h, uma mulher de 27 anos, que preferiu não se identificar, esperava pelo marido em frente ao Clube Mauá, no Centro de São Gonçalo, quando foi abordada pela dupla que estava numa moto Honda azul. Eles encostaram a arma falsa na cabeça da vítima e ordenaram que ela entregasse todos os pertences.


— Levaram minha bolsa com R$ 450, os documentos, cartões de banco e meu celular. Assim que eles fugiram, liguei para o 190. Encontrei com uns policiais que passavam pelo local e fomos atrás dos bandidos.
Os PMs do 7º BPM (São Gonçalo) conseguiram pegá-los na entrada da Avenida Paiva, no bairro Vila Lage. Na 73ª DP (Neves), os menores contaram que vieram da Bahia para tentar a vida em São Gonçalo, mas, como a situação estava muito difícil, resolveram apelar para o mundo do crime.


— É a primeira vez que faço isso. Estava precisando de dinheiro e não tinha outro jeito de arranjar — contou um dos detidos.




Foram encontrados com os menores uma mochila com R$ 250, o celular da vítima, a réplica do revólver “carregado” com três pilhas palitos e duas trouxinhas de maconha. Os adolescentes vão ser apresentados na Vara da Infância e da Juventude e encaminhados para o antigo Instituto Padre Severino, na Ilha do Governador.