BOLETIM DE OCORRÊNCIAS

terça-feira, 8 de outubro de 2013

PM acusado de matar colega é preso em Itaipu

Waltencir Lopes da Silva foi preso em Itaipu Foto: Divulgação
Policiais da 81ª DP (Itaipu) prenderam, na última segunda-feira, o ex-PM Waltencir Lopes da Silva, acusado de matar um colega em 2001. Ele tinha um mandado de prisão expedido pela 3ª Vara Criminal de Niterói.
Em 8 de setembro de 2001, Waltencir Lopes da Silva, que na época era soldado do 9º BPM (Rocha Miranda), teria atirado contra o também PM Marcos Augusto de Araújo, sargento do 3º BPM (Méier), após uma confraternização de policiais militares. O disparo teria sido feito depois de um desentendimento entre os dois. O crime ocorreu no portão de entrada do imóvel onde aconteceu a festa, em Itaipu.


Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/pm-acusado-de-matar-colega-preso-em-itaipu-10294867.html#ixzz2h9oBsWTD

Líder do tráfico em favela de Bangu é preso com fuzil AK-47



Policiais do 14ºBPM (Bangu) prenderam, durante operação na favela Curral das Éguas, em Bangu, na Zona Oeste do Rio, o líder do tráfico no local. A ação foi motivada por denúncias feitas ao Disque-Denúncia (2253-1177). No momento que os PMs o abordaram, ele estava com um segurança armado com um fuzil AK-47 e munição para o armamento.
Marcos Vinicius Oliveira dos Santos, era conhecido como Mexicano, de acordo com a polícia. Ele aparece de bigode e já tinha mandado de prisão por roubo de cargas. O segurança, Diego Mesquita Rosa da Conceição, era procurado por homicídios.


Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/lider-do-trafico-em-favela-de-bangu-preso-com-fuzil-ak-47-10295048.html#ixzz2h9nXNppZ

Ato termina com ônibus queimado e destruição

Protesto de professores reuniu 50 mil no Centro e no final, de novo, houve vandalismo. Radicais se espalharam em direção ao Aterro e à Lapa, seguidos pelo Batalhão de Choque

AMANDA RAITER E FELIPE FREIRE
Rio - Uma manifestação que começou pacífica no Centro do Rio com mais de 50 mil professores da rede municipal terminou mais uma vez de forma violenta. No dia em que a greve dos profissionais da educação completou dois meses, milhares de servidores tomaram as ruas do Centro do Rio. Por volta das 20h, grupos de radicais encapuzados do grupo Black Bloc iniciaram depredações em ruas próximo à Câmara dos Vereadores, na Cinelândia. O prédio Pedro Ernesto foi pichado e as vidraças quebradas. Um ônibus foi incendiado na Rua Santa Luzia e passageiros de diversos coletivos, colocados para fora. Radicais tentaram atear fogo em veículos.
Houve confronto nos arredores da Câmara Municipal
Foto: José Pedro Monteiro / Agência O Dia
Mais cedo, Tribunal de Justiça negou recurso dos professores municipais contra a liminar que determinou o retorno às salas de aula. Por maioria de votos, o Órgão Especial do TJ negou pedido do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio (Sepe-RJ). A Prefeitura do Rio está autorizada a descontar os dias parados dos grevistas. O corte do ponto poderá ser retroativo a 3 de setembro, data em que o sindicato foi intimado da liminar que os obrigou a retornar, sob multa diária de R$ 200 mil.
Radicais destruíram abrigos de ônibus e atiraram placas, lixeiras e morteiros no portão lateral da Câmara
Foto:  Ernesto Carriço / Agência O Dia
Na rua do Quartel da PM
PMs que estavam dentro do prédio da Câmara montaram barreira para evitar a entrada dos radicais. Coquetéis molotovs foram lançados na Casa. Policiais do Batalhão de Choque reagiram lançando bombas de gás. Mesmo com os tapumes, agências bancárias foram quebradas e pontos de ônibus depredados. A 50 metros da entrada principal do Quartel General da PM, grupo se concentrou em um bar e atirou coquetéis molotovs na rua, segundo policiais que estavam no QG. O Batalhão de Choque interveio para impedir a aproximação.
Manifestantes fizeram barricadas de lixo e atearam fogo, além de lançar fogos de artifício. Outros retiraram tapumes para usar no confronto com os PMs. Bancas de jornal e lojas foram atacadas. Da Cinelândia, manifestantes seguiram pelo Aterro do Flamengo e em direção ao Bairro de Fátima. Assustados, motoristas fizeram contramão para tentar fugir. A Câmara Municipal não abrirá nesta terça-feira para passar por perícia policial.
Professores, estudantes e simpatizantes, convocados por redes sociais, começaram a se dispersar às 20h30
Foto:  André Mourão / Agência O Dia
TJ afirma que greve afeta 600 mil alunos
Em sua decisão no Órgão Especial do TJ, o relator Antônio Eduardo Ferreira Duarte argumentou que ‘a conduta da categoria, ao manter o estado de paralisação, gera inúmeros prejuízos e afeta mais de 600 mil alunos da rede pública de ensino, restando configurado o abuso do direito’.
Por sugestão do desembargador Henrique Figueira, o Tribunal de Justiça deve realizar uma audiência de conciliação entre o sindicato e o município, em data ainda a ser marcada. O mérito da ação, sobre a legalidade ou não da greve dos professores, ainda será analisado. Até o momento, foi apreciado apenas o recurso.
Guardas municipais tentam apagar fogo provocado por coquetel molotov que explodiu dentro da Câmara dos Vereadores
Foto:  Ernesto Carriço / Agência O Dia
Sepe condena vandalismo no protesto
Professores, estudantes e simpatizantes, convocados pelas redes sociais, começaram a se dispersar da Cinelândia por volta das 20h30. Manifestantes contrários aos atos de vandalismo criticavam a ação da minoria que se infiltrou no protesto pacífico. 
Duas horas depois, grupos radicais ainda continuavam promovendo quebra-quebra pela região, usando morteiros, rojões e ateando fogos em lixeiras. Próximo aos Arcos da Lapa, no Bairro de Fátima, mascarados ficaram encurralados por policiais do Batalhão de Choque. O Sepe condenou a violência. O sindicato afirma que agentes infiltrados na manifestação iniciaram o vandalismo com a intenção de esvaziar as próximas passeatas.
Ônibus foi queimado durante protesto no Centro do Rio
Foto:  Felipe Freire / Agência O Dia
“Não defendemos atos como incêndio em ônibus e depredação de agências bancárias”, enfatizou Marta Moraes, coordenadora do Sepe. Segundo ela, a manifestação já havia acabado quando o tumulto começou. Um dos diretores, Jalmir Ribeiro, acredita que possa ter havido PMs infiltrados entre os professores e sindicalistas.
Quebra-quebra em São Paulo em apoio ao Rio
Um grupo de mascarados deixou rastro de destruição durante protesto ontem à noite no Centrode São Paulo. O principal alvo dos ativistas foram as agências bancárias, depredadas a paus e pedras. Comerciantes, assustados, fecharam as portas. A polícia interveio e usou gás lacrimogêneo para dispersar o grupo. Uma mulher teve ferimentos na mão e pelo menos três pessoas acabaram detidas.
A manifestação foi em apoio aos estudantes que invadiram a reitoria da USP na semana passada e aos professores em greve no Rio. Curiosamente, os professores do Rio ganham mais do que os de São Paulo: R$ 3.840,16, contra R$ 2.316,02, professor nível I, 40 horas. Agências bancárias e uma lanchonete foram depredadas na Avenida Ipiranga. Na mesma via, manifestantes atearam fogo fogo em sacos de lixo para bloquear a passagem de veículos.
Prefeito recebe estudantes
O prefeito Eduardo Paes recebe nesta terça-feira professores, funcionários, diretores de escolas e pais de alunos da rede municipal. No encontro que acontecerá no Palácio da Cidade, Paes vai tentar esclarecer o novo Plano de Cargos e Salários, aprovado pela Câmara. No sábado, o prefeito e os secretários da Casa Civil, Pedro Paulo, e de Educação, Cláudia Costin, debateram as principais mudanças do plano com todos os setores impactados pela greve.

Oposição cobra reajuste salarial para contratados

O aumento concedido aos servidores concursados não foi repassado aos contratados

O aumento concedido ao funcionalismo público concursado que não foi repassado para os contratados gerou polêmica durante a sessão dessa terça-feira (1º), da Câmara Municipal. O vereador Noel Pedrosa cobrou dos vereadores governistas a promessa de que o aumento seria estendido aos funcionários contratados.  Segundo o parlamentar, na ocasião, foram concedidos 14% para o funcionalismo e mais 6% para educação, ambos efetivados. “Durante a votação para aprovar o aumento, teve um vereador, que eu prefiro não citar o nome, disse que passaria para oposição, caso o aumento não fosse repassado aos contratados. Nós não somos oposição, estamos aqui colocando os problemas que existem no nosso município”, questionou Noel.
Os vereadores Vicente Rocha e Marquinho Barreto lamentaram o fato da maior parte dos novos servidores serem de fora da cidade, e a maior parte dos contratados serem de Itaguaí. Lembraram também que não se desrespeitar a Constituição. Eles foram unânimes em dizer que está faltando aos moradores da cidade instrução e preparo para concorrer às vagas no serviço público.Vicente fez questão de destacar a resposta do povo nas urnas para a forma de atuação do governo passado. “O povo da nossa cidade quis dar uma resposta ao governo passado e optou por votar num jovem. Não fizeram nenhum questionamento se tinha curso de gestão, se era capaz para gerir, mas o povo o elegeu. Ninguém refletiu sobre nada, e hoje, muitos choram porque não estão na teta. Por que choram? Estão pensando na cidade ou em si mesmo?”, cobrou o parlamentar lembrando que aumento do funcionalismo de Itaguaí foi o maior da região. “O ex-prefeito Charlinho assinou um Termo de Ajustamento de Conduta com o Ministério Público comprometendo-se a cumprir a constituição e substituir funcionários contratados por concursados. O município tem atualmente dois mil contratados na educação e 800 na prefeitura. Nós temos seis mil concursados que já receberam o seu reajuste”, concluiu Vicente Rocha, que ganhou apoio do vereador Marco Barreto. “Quem é que vai pagar a conta quando essas duas mil pessoas contratadas e os 800 professores contratados forem exonerados?”, questionou ele.   
Noel Pedrosa cobra aumento dos contratados conforme prometido  (FOTO WELINGTON CAMPOS)
Noel Pedrosa cobra aumento dos contratados conforme prometido (FOTO WELINGTON CAMPOS)
Convocação derrubadaA convocação da secretária municipal de Meio Ambiente, Ivana Neves Melo Couto, para prestar esclarecimentos sobre a Ata de Registro de Preços 025/2013, publicada no jornal oficial do município, no mês de agosto, foi derrubada na sessão desta terça-feira (1º). A matéria de autoria do vereador Noel Pedrosa ganhou adesão dos colegas Jailson Barbosa e Genildo Gandra. O presidente da câmara, vereador Nisan César, colocou o requerimento em votação nominal. Por 8 a 3 a matéria foi derrubada. “Infelizmente, essa casa perdeu a oportunidade de esclarecer o que está acontecendo hoje na cidade. A convocação da secretária seria para prestar esclarecimento em relação à compra da ração”, manifestou-se Genildo Gandra.O vereador Vicente Rocha disse que vai convidar a secretária para ser ouvida por uma das comissões.
Outubro RosaA vereadora Miriam Pacheco, autora do projeto de lei que institui o “Outubro Rosa”, disse que as atividades voltadas para luta contra o câncer de mama começam a partir do dia 16. Segundo a parlamentar, na segunda quinzena serão realizadas campanhas de conscientização, palestras, caminhadas, além de distribuição de panfletos explicativos sobre o exame da mama. “Vamos estimular a participação da população, empresas e entidades, buscando alertar sobre os riscos e a necessidade de diagnóstico precoce desse tipo de câncer”, ressaltou Miriam Pacheco.
MIRIAM PACHECO ressalta a importância da conscientização (FOTO WELINGTON CAMPOS)
MIRIAM PACHECO ressalta a importância da conscientização (FOTO WELINGTON CAMPOS)
O câncer de mama é o mais frequente e o mais comum entre as mulheres e o diagnóstico precoce pode significar até 95% de chance de cura e com certeza um tratamento bem menos traumático. “O câncer de mama mata cerce de 50 mil mulheres por ano no Brasil”, completou a vereadora.
História e geografia da cidade na disciplina escolarFoi aprovado em primeira votação, o projeto de lei do vereador Noel Pedrosa, que torna obrigatória a introdução da história de Itaguaí na matéria de história, nas escolas públicas e privadas do município, assim como o estudo da geografia da cidade, na disciplina geografia. O projeto foi aprovado por unanimidade na primeira discussão.

Homem é preso com fuzil e drogas no Complexo da Pedreira


Ele seria seguranca de um homem identificado como 'Arafat', apontado como chefe do tráfico da comunidade Terra Nostra

Rio - Policiais do 41º BPM (Irajá) prenderam nesta terça-feira Marcos Alves do Carmo, de 26 anos, durante operação no Complexo da Pedreira, na Zona Norte. De acordo com a polícia, ele estava com fuzil e drogas. Ele seria seguranca de um homem identificado como "Arafat", apontado como chefe do tráfico da comunidade Terra Nostra, em Barros Filho.
Material apreendido com o suspeito
Foto:  Divulgação



Removida amendoeira morta

MEIO AMBIENTE
Pé de amendoeira teria sido exterminado, cerca de dois meses atrás, com pó de broca.
Árvore na Avenida Deputado Cabral foi retirada, na sexta-feira (4), pela Secretaria Municipal de Urbanismo. Ela oferecia perigo às pessoas no ponto de ônibus e para os motoristas que passavam pelo local, pois estava seca e os seus galhos ameaçavam cair a qualquer momento. Após ser derrubada, os galhos obstruíram a passagem de veículos na pista por cerca de 40 minutos antes de ser removida.
AMENDOEIRA OBSTRUIU a via por cerca de 40 minutos até a sua remoção (FOTO CARLOS ROBERTO)
AMENDOEIRA OBSTRUIU a via por cerca de 40 minutos até a sua remoção (FOTO CARLOS ROBERTO)
A amendoeira começou a morrer há cerca de dois meses atrás, segundo lojistas, quando uma pessoa perfurou o tronco com uma furadeira elétrica e colocou pó de broca – produto altamente tóxico utilizado para exterminar árvores. A denúncia foi publicada pelo ATUAL, contudo, o autor do crime ambiental ainda não foi identificado.

Polícias do BPVE impedem roubo de caminhão com carga de cerveja

Caminhão carregava cerca de R$ 22 mil em cerveja
Caminhão carregava cerca de R$ 22 mil em cerveja Foto: Divulgação

Policiais militares do Batalhão de Policiamento de Vias Especiais (BPVE) impediram um roubo de um caminhão com uma carga de cerveja avaliada em R$ 22 mil na tarde deste sábado. Quatro homens foram presos na ação. Os três ocupantes do caminhão, Jackson Roberto Dias Barbosa, de 29 anos; Wanderson Roberto Domingues da Silva, de 35 anos e Antônio Norberto Batista da Silva, de 44 anos, avisaram os PMs do roubo e a perseguição começou na Avenida Brasil, pista sentido Zona Oeste, altura da Penha e foi até a Rodovia Washington Luiz, próximo à Refinaria de Duque de Caxias.
Na abordagem do caminhão, os policiais prenderam Valdemilson de Almeida Gabriel, de 45 anos, que disse que os três ocupantes do caminhão eram cúmplices do roubo. Eles foram detidos na Avenida Brasil, altura da Fiocruz. Na 62ª DP (Imbariê), onde o caso foi registrado, os três ocupantes do caminhão negaram ter envolvimento no roubo.
Com Valdemilson, foi encontrado um aparelho bloqueador de sinais de telefones celulares e aparelhos de GPS.




Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/policia-impede-roubo-de-caminhao-com-carga-de-cerveja-8295373.html#ixzz2h9jItcim

Polícia realiza apreensões em Itaguaí

SASE
Cocaína, carregadores e um caderno de anotações foram encontrados com os suspeitos
Depois de uma denúncia anônima feita na manhã desta quinta-feira (3), sobre a venda drogas na Rua Camaruru, no conjunto Vila São Salvador, no bairro Parque Paraíso, policiais do 24° BPM (Queimados) encontraram três suspeitos circulando pela localidade e foi observado que eles tentaram descartar uma mochila que carregavam. Todavia, os policiais conseguiram abordá-los na localidade.
MATERIAL APREENDIDO foi encaminhado para a 50ª DP (FOTO DIVULGAÇÃO)
MATERIAL APREENDIDO foi encaminhado para a 50ª DP (FOTO DIVULGAÇÃO)
Na mochila, foram encontrados 170 sacolés de cocaína, três carregadores de rádio transmissor e um caderno com anotações a respeito da venda de drogas. Os três homens foram presos e encaminhados para 50ª DP (Itaguaí), onde foram autuados por tráfico de drogas.

Menor é encontrado morto em Itaguaí

HOMICÍDIO

Corpo da vítima com vários disparos de arma de fogo estava no bairro Vista Alegre
MENOR FOI morto a luz do dia (FOTO DIVULGAÇÃO)
MENOR FOI morto a luz do dia (FOTO DIVULGAÇÃO)
Um jovem de 17 anos foi encontrado morto nas proximidades da linha férrea na Estrada dos Teixeiras, no bairro Vista Alegre, na manhã do sábado (5). Segundo o registro de ocorrência da 50ª DP (Itaguaí), Maicon Douglas Moura de Assunção teria sido assassinado por diversos disparos de arma de fogo.

Dupla é presa com arma roubada

PORTE ILEGAL
Após uma denúncia anônima relacionada ao fato de dois homens estarem armados no bairro Jardim América, na localidade popularmente conhecida com Sem Terra, policiais do 24º BPM (Queimados), realizaram uma incursão no lugar, na manhã deste domingo (6) e interceptaram dois suspeitos.
ARMA FOI encontrada com os homens (FOTO DIVULGAÇÃO)
ARMA FOI encontrada com os homens (FOTO DIVULGAÇÃO)

Ônibus que ia do Centro para Campo Grande é assaltado na Avenida Brasil, e passageiros reclamam dos roubos constantes


O ônibus da empresa Pégaso, parado em frente à delegacia onde o caso foi registrado

Por volta das 16h, em um ponto no Caju, na Zona Portuária, três pessoas - duas delas aparentando ser menores de idade - embarcam no ônibus da linha 2336, que faz o trajeto entre o Castelo, no Centro do Rio, e Campo Grande, na Zona Oeste. Enquanto um deles aponta uma arma para o motorista, os outros (justamente os que parecem mais novos) caminham pelo coletivo, recolhendo pertences dos cerca de 60 passageiros. A cena, ocorrida nesta segunda-feira, é comum, dizem aqueles que dependem da linha operada pela empresa Pégaso.
Após contato pelo WhatsApp do EXTRA (21 9644-2163), o analista de rede Fábio Wood, de 33 anos, contou os momentos de tensão que viveu. Ele embarcou na Avenida Presidente Vargas e acabou cochilando. O rapaz foi acordado por outra passageira, que avisou sobre o assalto. Fábio até tentou esconder a mochila onde levava um notebook da empresa onde trabalha, mas acabou perdendo o aparelho, um celular e documentos, entre outros pertences.
- Eles fizeram tudo com o ônibus em movimento, e só desceram em Coelho Neto. Quando um dos assaltantes achou minha mochila embaixo do banco, tive que dizer que não era minha, para não pensarem que eu tentei enganá-los... Até porque ficavam o tempo todo ameaçando, fazendo pressão psicológica - contou Fábio.
Segundo o analista de sistemas Ricardo José Teixeira da Silva Júnior, de 39 anos, que também estava no ônibus, toda a ação durou cerca de dez minutos. Ele também relata as ameaças feitas pelos criminosos:
- É uma sensação horrível. Como eu não estava usando relógio, aliança ou cordão, eles desconfiaram, acharam que eu estava tentando esconder algo. Ficaram me pressionando. No fim das contas, perdi dois celulares - disse Ricardo, acrescentando: - Uma pessoa que estava do meu lado falou que já era a segunda vez que ela era assaltada.
Já Fabio descreve a inusitada cena ocorrida na 35ª DP (Campo Grande), onde cinco pessoas estiveram para registrar a ocorrência. De acordo com ele, os próprios policiais reagiram com a seguinte frase à presença dos passageiros: “De novo? Toda vez esse ônibus é assaltado”.
Antes da chegada à delegacia, contudo, as vítimas precisaram convencer o motorista do ônibus a levá-los para prestar queixa. Também segundo Fabio, o empregado da Pégaso disse que a determinação da empresa era que ele levasse o veículo de volta à garagem. O motorista teria dito, ainda, que a regra é só ir à delegacia quando o dinheiro pago pelas passagens também for levado pelos assaltantes.
- A gente ficou revoltado, né. Ele só aceitou ir à delegacia depois que a gente se exaltou. Por uma dessas, dá pra ver o descaso da empresa com os passageiros - criticou Fabio.



Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/onibus-que-ia-do-centro-para-campo-grande-assaltado-na-avenida-brasil-passageiros-reclamam-dos-roubos-constantes-10289453.html#ixzz2h9hFLo8p

Homem é morto a tiros no 26 de Dezembro

ITAGUAÍ

Segunda execução no município marca o fim de semana

O corpo Wellington Damasceno da Costa, de 19 anos, foi encontrado com marcas de tiros em uma estrada de terra, no bairro 26 de Dezembro, nas proximidades do lugar, conhecido popularmente como Antigo Lixão, na manhã deste domingo (6). Segundo testemunhas, foram ouvidos três tiros por volta de 20h30 de sábado.
DISPAROS FORAM feitos na cabeça do menor (FOTO DIVULGAÇÃO)
DISPAROS FORAM feitos na cabeça do menor (FOTO DIVULGAÇÃO)